sexta-feira, 18 de abril de 2014

O G-20, os BRICS e a reforma do FMI







A reforma do Fundo Monetário internacional pretende dar maior peso aos países emergentes na instituição, diminuindo a importância, as cotas e o poder de decisão de nações europeias cuja economia perdeu importância relativa nos últimos anos.

A reforma, nos moldes em que está, precisa ser aprovada pelo legislativo dos países membros, e se encontra  travada no Congresso dos Estados Unidos, há quatro anos, embora já tenha recebido o aval de 144 países, ou 76% do total de votos da organização.
Por causa disso, autoridades como o Presidente do G-20 financeiro, o ministro australiano do Tesouro, Joe Hockey, e o próprio ministro brasileiro da Fazenda, Guido Mantega, disseram que, se nos próximos meses, não se superar o impasse, “alternativas” seriam buscadas, juridicamente, para superar o bloqueio do Congresso dos EUA.

Não é apenas a paciência do G-20 que se está esgotando com a posição norte-americana quanto ao FMI, mas, principalmente a do BRICS, cujos países serão beneficiados com um aumento em seu poder de voto equivalente a 6% das cotas da instituição, fazendo com que chegue a 14,1%, se aproximando do peso dos próprios EUA.

Nos dias 15 e 16 de junho, logo após a Copa, os líderes do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, se reunirão, no Brasil, em Fortaleza, no Ceará, para sua cúpula presidencial de 2014.

No encontro devem ser discutidos dois temas: a criação de um Banco de Desenvolvimento para o BRICS, com um capital inicial de 50 bilhões de dólares; e de um fundo de reservas, que, na verdade, funcionaria como um embrião de um futuro FMI comandado pelos países emergentes, com capital também inicial de 100 bilhões de dólares.

Embora o fim dos BRICS esteja sendo cantado, há anos, em verso e prosa, pela imprensa ocidental - e por países que não tem nenhuma condição de  entrar para o grupo, como o México - o fato é que Brasil, Rússia, Índia e África do Sul, crescem na média, mais que os EUA e a Europa; têm, juntos, um PIB de 16,2 trilhões de dólares, superior ao da Zona do Euro; e até 2018, segundo o próprio FMI, a renda per capita de seus 3 bilhões de habitantes deve crescer 37%.    
    
Começando como uma sigla econômica, imaginada por um economista da Goldman Sachs, Jim O´Neill, o BRICS é, hoje, por mais que isso não agrade a alguns, uma aliança estratégica de alcance global, que mudará a história do mundo nos próximos anos."

Tucano que liderou greve da PM é preso

"O presidente da Associação de Policiais e Bombeiros e seus Familiares do Estado da Bahia, Marco Prisco, foi preso nesta tarde pela Polícia Federal; vereador pelo PSDB da capital baiana, Salvador, ele liderou a greve da categoria e teve pedido de prisão preventiva ajuizado pelo Ministério Público Federal da Bahia no início desta semana; no ano passado, o MPF/BA denunciou Prisco e mais seis pessoas por crimes praticados contra a segurança nacional

Paulo Victor Chagas, Agência Brasil / Brasil 247

O presidente da Associação de Policiais e Bombeiros e seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), Marco Prisco, foi preso nesta tarde pela Polícia Federal. Marco Prisco liderou a greve da Polícia Militar (PM) da Bahia que terminou ontem (17) após decisão da categoria em assembleia. Prisco é vereador pelo PSDB da capital baiana, Salvador, e teve pedido de prisão preventiva ajuizado pelo Ministério Público Federal da Bahia (MPF/BA) no início desta semana.

No ano passado, o MPF/BA denunciou Prisco e mais seis pessoas por crimes praticados contra a segurança nacional durante outra greve da PM, ocorrida em 2012. De acordo com o Ministério Público, os denunciados, entre vereadores, soldados e cabos da PM, auferiram com a greve lucros políticos nas eleições municipais.

Segundo a Polícia Federal, o vereador está sendo transferido para o Complexo da Papuda em Brasília, pois a ordem judicial prevê que ele deve ficar recolhido em instituição prisional federal. Como é processado por crime político grave pelo MPF, qualquer recurso contra sua prisão somente pode ser ajuizado no Supremo Tribunal Federal.

Após a assembleia aprovar o fim da greve dos policiais, Prisco disse que “quase todas as reivindicações foram atendidas”. Segundo a Aspra, faz parte da proposta aprovada a anistia para policiais que participaram de manifestações em 2012 e para os que tomaram parte no movimento deste ano. Apesar do fim da paralisação, o governador do estado, Jaques Wagner, disse que a mobilização das tropas federais será mantida por meio da Garantia da Lei e da Ordem (GLO)."

O melhor teste para descobrir se uma sociedade é justa

Diário do Centro do Mundo - Postado em 18 abr 2014
.
O filósofo americano John Rawls investigou a justiça social. E criou uma teoria simplesmente brilhante

Copenhague: a sociedade escandinava é mais igualitária e mais feliz que a americana
Copenhague: a sociedade escandinava é mais igualitária e mais feliz que a americana



Paulo NogueiraO filósofo americano John Rawls (1921-2002) se debruçou sobre esta pergunta. Em 1971, Rawls publicou um livro aclamado: “A Teoria da Justiça”.

A idéia central de Rawls era a seguinte: uma sociedade justa é aquela na qual, por conhecê-la e confiar nela, você aceitaria ser colocado de maneira randômica, aleatória. Você estaria coberto pelo que Rawls chamou de “véu de ignorância” em relação à posição que lhe dariam, mas isso não seria um problema, uma vez que a sociedade é justa.
Mais de quarenta anos depois do lançamento da obra-prima de Rawls, dois acadêmicos americanos usaram sua fórmula para fazer um estudo. Um deles é Dan Ariely, da Universidade Duke, especializado em comportamento econômico. O outro é Mike Norton, professor da Harvard Business School.

Eles ouviram pessoas de diferentes classes sociais. Pediram a elas que imaginassem uma sociedade dividida em cinco fatias de 20%. E perguntaram qual a fatia de riqueza que elas supunham que estava concentrada em cada pedaço.

“As pessoas erraram completamente”, escreveu num artigo Ariely. “A realidade é que os 40% de baixo têm 0,3% da riqueza. Quase nada. Os 20% de cima têm 84%.”

Em seguida, eles aplicaram o “véu de ignorância de Rawls”. Como deveria ser a divisão da riqueza para que eles se sentissem seguros caso fossem colocados ao acaso na sociedade?

 Cena comum nos Estados Unidos de hoje: “tent cities”,
 concentração em barracas de gente que perdeu a casa

Veio então a maior surpresa dos dois acadêmicos: 94% dos entrevistados descreveram uma divisão que corresponde à escandinava, tão criticada pelos conservadores dos Estados Unidos por seu elevado nível de bem-estar social, e não à americana. Na Escandinávia, os 20% de cima têm 32% da riqueza. (Disse algumas vezes já e vou repetir: o modelo escandinavo é o mais interessante que existe no mundo, um tipo de capitalismo extremamente avançado do ponto de vista social.)

“Isso me levou a pensar”, escreveu Ariely. “O que fazer quando num estudo você descobre que as pessoas querem um determinado tipo de sociedade, mas ao olhar para a classe política parece que ninguém quer isso?”

Bem, uma das respostas à questão está na eclosão de protestos nos Estados Unidos. Os “99%” do movimento Ocupe Wall Street estão esperneando por uma sociedade mais justa, que se encaixe na tese do “véu de ignorância” de Rawls.

Os 99% não são representados nem pelos democratas e nem, muito menos, pelos republicanos. Barack Obama e Mitt Romney jamais aceitariam ser colocados aleatoriamente na sociedade americana tal como é. As chances de que eles terminassem num lugar bem diferente daquele que ocupam seriam enormes. Talvez eles tivessem que dormir em carros ou em barracas, depois de perder a casa na crise econômica, como acontece hoje com milhões de americanos.

Para usar o método de Rawls, eis aí a demonstração do que é uma sociedade injusta.
Paulo Nogueira. Jornalista, fundador e diretor editorial do site de notícias e análises Diário do Centro do Mundo.
.

KOTSCHO: PESQUISA VOX ATIÇA GUERRA CONTRA DILMA

Segundo o jornalista, barões e seus editores, comentaristas, colunistas e blogueiros reunidos no Instituto Millenium viram nos números o fracasso a estratégia de minar a popularidade da presidente com o caso Petrobras; agora, diz, entram em ação os planos “B” e “C”, a promoção de "protestos pacíficos" pelo país afora, seguindo um calendário pré-estabelecido para criar um clima de descontrole, e greves articuladas por PSDB e PSB em cidades-sede do mundial, a exemplo da paralisação política da Polícia Militar da Bahia, que levou o caos a Salvador e à intervenção da Força Nacional de Segurança Pública
18 DE ABRIL DE 2014 
247 - O jornalista Ricardo Kotscho inclui em seu Balaio (aqui) uma boa e uma má notícia para a presidente Dilma Rousseff a partir da publicação da última rodada da pesquisa Vox Populi/Carta Capital: a boa é a liderança folgada, 40%, contra 26% da soma de seus adversários, o que aponta, se a eleição fosse hoje, vitória já no primeiro turno. A ruim é que o resultado vai ativar ainda mais a guerra midiática desencadeada pela oposição partidária e empresarial para impedir a qualquer custo a reeleição da petista, que permitiria ao PT ficar 16 anos no poder.
O levantamento do Vox Populi mostrou um cenário eleitoral estável. Dilma caiu um ponto, assim como Aécio Neves (de 17% em fevereiro para 16%) e Eduardo Campos subiu dois (de 6% para 8%). “Posso imaginar a cara dos barões e seus editores, comentaristas, colunistas e blogueiros na próxima reunião do Instituto Millenium, um olhando para o outro, e se perguntando: onde foi que nós erramos?” diz.
Kotscho diz que era grande a expectativa dessas oposições sobre a primeira pesquisa publicada que captasse os efeitos do intenso bombardeio das últimas semanas em torno da Petrobras e do noticiário negativo na economia. A torcida era para que Dilma desabasse e seus adversários disparassem na tabela das intenções de votos. Não ocorreu assim. O cenário se manteve praticamente inalterado em relação ao levantamento de fevereiro. “Foi um balde de água fria naqueles que buscam diversas formas alternativas, fora das urnas, para retomar o poder perdido em 2002”, analisa.
Kotscho alerta que, com o fracasso da tentativa de desgastar a presidente através das denúncias contra a Petrobras, já está em marcha o “Plano B”, a promoção dos "protestos pacíficos" que se repetem pelo país afora, seguindo um calendário pré-estabelecido para criar um clima de descontrole nas ruas tomadas por vândalos do movimento "Não Vamos Ter Copa".
“Sim, vamos ter Copa, mas eles não se conformam, e já programam novas manifestações que acabam em atos de violência e prisões (por falar nisso, ao contrário do que aconteceu das outras vezes, quatro dos 54 ‘protestantes’ presos pela polícia na terça-feira continuavam detidos até ontem).”
Há ainda segundo Kotscho, um “Plano C”: a nova greve dos policiais de Salvador, uma das cidades-sede da Copa, e comandada pelo ex-soldado da PM Marco Prisco, o mesmo da greve de 2002 (também ano eleitoral), que depois se elegeu vereador pelo PSDB de Aécio Neves. Outra liderança dos policiais é o deputado estadual Capitão Tadeu, do PSB de Eduardo Campos, agora candidato a federal. “É preciso acrescentar mais alguma coisa?” questiona.
Postado há por
 

"Dono" do site de FHC foge do caso de Lulinha

247 - A disputa entre os ex-presidentes Lula e Fernando Henrique Cardoso tem, também, um capítulo de natureza criminal ainda não esclarecido. O motivo: suspeita-se que boatos criminosos contra o filho de Lula, Fábio Luís Lula da Silva, partiram de IPs (endereços de registros de computadores) de Daniel Graziano, que vem a ser um dos administradores do site Observador Político, de FHC. Aliás, é no nome do próprio Graziano, filho de Xico Graziano, outro colaborador próximo de FHC, que o site está registrado.
A novidade é que, até agora, Daniel Graziano tem feito de tudo para não depor à polícia, segundo informações da colunista Sonia Racy, do jornal Estado de S. Paulo. Eis suas notas:
Diz que diz
Depois de ser intimado três vezes e não comparecer à polícia, Daniel Graziano assegura que prestará depoimento no próximo dia 29.
A nova intimação faz parte de inquérito aberto no 78o DP, no bairro dos Jardins, em outubro do ano passado. Pela defesa de Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha, filho do ex-presidente Lula.
Diz que diz 2
A apuração, que corre em segredo de Justiça, pretende identificar "os responsáveis pela circulação de boatos" contra ele nas redes sociais – entre os quais de que seria sócio da Friboi e dono de mansões, aviões e grandes áreas de terras, como o terreno onde está instalada a Escola Superior de Agricultura (Esalq), na cidade de Piracicaba.
Diz que diz 3
Graziano está entre seis intimados a prestar depoimentos. Os outros? Paulo Rogério Mendes Coelho, Adrito Dutra Maciel, Silvio Neves, Paulo Cesar Andrade Prado, e Sueli Vicente Ortega.
Graziano foi chamado para dar explicações sobre comentário postado no site Observador Político, do Instituto Fernando Henrique Cardoso.
Como é gerente administrativo do instituto, o site está registrado em seu nome.
Leia, abaixo, reportagem anterior do 247 sobre o caso, publicada em 18/10/2013:
IFHC NA MIRA POLICIAL DOS BOATOS CONTRA LULINHA
Site Observador Político tem grupo de discussão criado desde 19 de abril sobre falsa compra de fazenda de R$ 47 milhões por Fabio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula; página virtual com 31,1 mil seguidores no Facebook pertence ao Instituto Fernando Henrique Cardoso; coordenação é atribuída a Daniel Graziano, diretor da ONG que tem como figura central o ex-presidente tucano; polícia quer saber motivação para propagação da injúria e difamação
18 DE OUTUBRO DE 2013 ÀS 19:11
Marco Damiani_247 – Vai dizer que não é notícia? Só se não for para a mídia tradicional.
Na vida real, como 247 noticiou na semana passada, um inquérito policial está em andamento na 78ª DP, no bairro do Jardim Paulista, em São Paulo, para apurar as origens e as fontes de propagação nas redes sociais, em sites e blogs de informações falsas sobre Fábio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula. Ele vem sendo vítima de injúria e difamação, por meio da atribuição de compras de um jatinho e uma fazenda e associação com um grande frigorífico.
Agora, o caso acaba de ganhar mais um elemento explosivo. A polícia já sabe que um dos endereços eletrônicos de disseminação das mentiras contra Lulinha, como Fábio é conhecido, é o site Observador Político: www.observadorpolitico.org.br
No registro.com, órgão que armazena informações sobre a titularidade das páginas virtuais, a propriedade do Observador Político é dada ao iFHC, o elegante Instituto Fernando Henrique Cardoso, no centro de São Paulo.
Entre móveis de época que contrastam com amplos salões pelos quais desfila a nata da social-democracia mundial, em debates de alto nível intelectual, claro, o iFHC também possui o site que estimula discussões sobre diferentes temas, sempre propostos por internautas devidamente cadastrados em suas páginas de triagem.
Desde 19 de abril deste ano – e no ar ao menos até 18h30 desta sexta-feira 18 -, um dos temas publicados para o debate tem o seguinte título:
Enquanto o DESgoverno do PT distribui migalhas para os pobres Lulinha compra fazenda de 47 mi.
Lançada na rede com a assinatura "Deleted User" – usuário deletado -, a nota que se soma a muitas outras, em outros endereços eletrônicos, de ataque ao filho de Lula, é aberta assim:
Novo Mega Campeão do Brasil de enriquecimento súbito é o proprietário desta Fazenda. Fazenda Fortaleza comprada e certificada em Cartório de Registro de Imóveis .
Proprietário: FÁBIO LUIS LULA DA SILVA (isso mesmo)
Propriedade: Fazenda na região de Valparaíso/SP
Preço: 47 milhões de reais
Ao lado da publicação, a pergunta feita pelo Observador Político é: o que você tem a dizer?
Entre os dez comentaristas que entraram nesse debate, o que assina "mario jota" demarcou, no mesmo dia da postagem, que "cabe ao filho do Lula desmentir".
No entendimento do advogado de Fabio Lula, Cristiano Zanin Martins, não é tão simples assim. O Código Penal pode punir com o mesmo rigor os que originam uma injúria e difamação e os que a multiplicam.
"Não há diferença entre quem cria um boato, uma mentira, e quem os passa adiante", disse Martins ao 247. "Os dois polos que divulgam informações manifestamente falsas podem ser punidos igualmente".
O advogado esclarece que, no caso das falsas notícias veiculadas contra Lulinha, o problema não está em qualquer tipo de opinião contra a figura dele. "Não queremos censurar nada, mas sim repor a verdade e barrar a mentira. A honra dele foi atacada por esse continuado bullying eletrônico".
247 procurou, no Instituto FHC, o dirigente Daniel Graziano, mas a atendente Valéria informou que ele não estava. O recado com o número de telefone da reportagem ficou lá.
É certo que responsáveis pelo Observador Político serão ouvidos pela polícia paulista. Caso a investigação caminhe para cima, no ponto mais alto da hierarquia do Instituto está o próprio ex-presidente Fernando Henrique, sem dúvida o maior contrário político ao ex-presidente Lula.
Isso pode mesmo acontecer?
"Talvez, mas nós preferimos não trabalhar com a teoria do domínio do fato", ressalvou o advogado Martins. "A polícia, que já tem as provas da materialidade do crime, saberá como agir", confia ele.
Para julgar melhor a dimensão do fato em investigação, imagine, por um momento, uma troca de personagens: o site do Instituto Lula alimentando debates com uma noticia falsa sobre o filho do ex-presidente FHC, Paulo Henrique Cardoso. Algo como a compra, por ele, de uma fazenda de R$ 47 milhões.
Daria manchete?

Do Site Brasil247.

428 mil barris em um só dia no pré-sal. É essa a Petrobras que incomoda os entreguistas


17 de abril de 2014 | 17:12 Autor: Fernando Brito
p58recorde
Três poços de petróleo ligados ao navio-plataforma P-58 no campo do Parque das Baleias, na  Bacia de Campos, diante do litoral do Espírito Santo, permitiram à Petrobras estabelecer, na terça-feira passada, um novo recorde de produção de petróleo no pré-sal: 428 mil barris diários.
Em 10 meses, desde julho do ano passado, a produção do pré-sal brasileiro aumentou duas vezes e meia, passando do recorde de julho do anos passado – 172 mil barris diários  para os agora 428 mil barris de petróleo diários.
Em julho, eram 10 poços.Agora, são 24 poços produtores,  15 na Bacia de Campos e nove na Bacia de Santos, onde o rendimento é maior. A média está em quase 18 mil barris dia por poço, um padrão nos mais elevados do mundo.
Até o final do ano, entram em operação mais 15 poços, 11 na Bacia de Campos e quatro na de Campos.
Mesmo sem considerar que a predominância dos poços situados na Bacia de Santos deve elevar a média, pode-se prever uma produção, só no pré sal, de cerca de 700 mil barris diários no final do ano.
O suficiente para levar o Brasil para perto da marca de 3,5 milhões de barris diários só de petróleo ou de mais de 4 milhões de barris de óleo equivalente, se considerado o gás natural.
Essa é a empresa “falida, quebrada, aparelhada” que tentam desvalorizar a teus olhos. É disso que, ardilosamente, querem que os brasileiros se desfaçam, desprezem, abandonem.
A Petrobras há de afogar todos eles num mar de petróleo.
Competência não lhes falta, talvez falte acreditar no quanto os brasileiros esperam dela e quanto a admiram e aopoiam.

Do Blog TIJOLAÇO.

O GLOBO E OS BLOGUEIROS DO LULA - O PIOR AINDA PODE ESTÁR POR VIR


Quem pensa que o jornal O Globo dedicou uma página inteira de sua edição de hoje para falar da entrevista concedida por LULA a um grupo de blogueiros chamados progressistas, e que o assunto vai ficar apenas nisso, pode tirar o 'cavalo da chuva'.

Quem conhece a forma de atuação das ORGANIZAÇÕES GLOBO, e sabe que eles perseguem ferozmente, de concorrentes a inimigos, tem certeza ( e tomara que eu esteja errado ) de que as insinuações da matéria de hoje, a relação dos anunciantes que colocam seus BANNERS nesse ou naquele SITE/BLOG são apenas o aperitivo da 'cachaça' inteira.

Contratos, sociedades, parcerias, familiares, passado - presente - futuro - de blogueiros ( eles não vão ficar só nos dez convidados citados) e todos que com eles se relacionam, terão, suas vidas esmiuçadas.

A crescente importância da INTERNET e a credibilidade das VOZES dos blogs e sites independentes, que se colocam contra a DITADURA DA DESINFORMAÇÃO que as grandes empresas de comunicação tentam impor, já vinha causando incômodo nessas poderosas organizações, faz tempo.

Do incômodo elas passaram a se ver confrontadas, obrigadas até a se "explicar" e pedir desculpas. Perderam o controle absoluto que tinham sobre a notícia e a apresentação de determinada versão sobre um fato. Já começam a ver que estão perdendo audiência, e o dinheiro das verbas publicitárias podem ir também crescendo na direção desse segmento, e por isso já está em prática a tarefa de cercear a ligação com possíveis anunciantes e empresas.

Já tentaram na JUSTIÇA calar e punir blogueiros, já estabeleceram cerco ao acesso às notícias publicadas, já censuraram VÍDEOS exibidos no YOUTUBE, e tentaram através de seus colunistas/jornalistas paus mandados, criar o rótulo de que todos os que apoiam o governo são CHAPA BRANCA e recebem por isso.
Como nada disso apresentou os resultados esperados, parece que agora é o lado pessoal e as relações dos DONOS dos Blogs que serão objeto de algum tipo de ataque.

Na medida em que os blogs/sites progressistas ganhem visibilidade, o jogo dos TUBARÕES vai ficar mais pesado. Juntando ainda a questão das eleições de outubro, é bom que aqueles que apoiam o governo Dilma e estão na calçada oposta ao do PIG se preparem para fortes "emoções" e ataques.

LEIA + AQUI


MERVAL PEREIRA ACUSA PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF DE FINANCIAR MOVIMENTO CONTRA A "GRANDE IMPRENSA"


A manipulação da informação por parte da imprensa com fins eleitorais

Jornal GGN - sex, 18/04/2014 - 10:29
A manipulação da informação por parte da imprensa com fins eleitorais detonada por professores de direito constitucional em um programa da TV Globo.

A tentativa da grande imprensa para influenciar o resultado as eleições é clara.

Um próprio jornalista de uma das empresas, a rede Globo, critica severamente esta forma de jornalismo:

Neste ano, a leitura enviesada dos dados fornecidos pela Petrobras e a tentativa de colocar Dilma como responsável por supostas irregularidades na empresa é mais uma tentativa da grande mídia influenciar no processo eleitoral....

.... o que é crime....

Nassif abordou essa "ginástica" em:

http://jornalggn.com.br/noticia/comecaram-as-interpretacoes-da-fala-de-c...


16/04/2014 - 15:52 - Atualizado em 16/04/2014 - 16:22
 

 
É curiosa a ginástica dos bons comentaristas da Globonews.

Parecem em palpos de aranha, entre analisar com isenção a fala de Nestor Cerveró e atender às demandas da casa.

No intervalo da fala de Cerveró, disseram que na época a compra foi um bom negócio, indo totalmente contra a avaliação da presidente da Petrobras Graça Foster que afirmou que foi um mau negócio.

Em seu depoimento, Graça afirmou a mesma coisa: na época a compra foi considerada um bom negócio. Tornou-se mau negócio após a mudança nas condições mundiais do mercado.

Depois, os comentaristas admitem que Cerveró se saiu bem, que a oposição estava mal preparada. No momento seguinte, afirmam não tem como explicar o prejuízo de US$ 500 milhões. Batem na afirmação de Graça Foster, de que foi um mau negócio.

Graça Foster, José Gabrielli e Cerveró falaram a mesmíssima coisa: era um bom negócio antes da mudança de cenário.

A maneira como comentaristas e parlamentares manipulam falas é uma grandiosidade.
Vida difícil!

Na sabatina, com algumas exceções, como Ivan Valente e Rodrigo Maia, o nível dos parlamentares foi baixíssimo. Parlamentares como Roberto Freire e o delegado Franceschini não ajudam a melhorar a imagem do parlamento.
.

.

Vale a pena ver de novo: o jornalismo macartista e o Manual da Globo da Entrevista Picareta

, Diário do Centro do Mundo 

"As repórteres do Globo que interrogaram os blogueiros que participaram da entrevista com Lula usaram uma técnica meio macartista, meio pegadinha do Mallandro. Nunca escreveram uma matéria sobre política, mas isso não vem ao caso porque o que importa é que elas cumpram ordens. Conceição Lemes escreveu suas respostas ao longo questionário no site do Viomundo. Eu recebi três perguntas.

A tentativa patética de querer desqualificar, primeiro, Lula e, depois, as pessoas que com ele estiveram resultou num traque maldoso. Lula não ocupa cargo público e convida quem quiser para seu instituto. Vai quem quer, também.

O episódio é emblemático sob vários aspectos — principalmente na maneira como a Globo continua tratando sua audiência: como idiota. Como se ninguém soubesse do vasto manancial de farsa jornalística produzida no lugar onde trabalham. Riquíssimo, didático, eloquente. Um monumento.

Para ficar apenas num exemplo, deveriam trocar ideias com Carlos Monforte, que declarou que “Lula pegou uns amigos blogueiros para dar esses recados, onde ele não foi questionado”. Monforte é, em si mesmo, um Manual da Globo de Como Fazer Entrevistas Picaretas.

Em 1994, foi co-protagonista do chamado “escândalo da parabólica”. Pouco antes de um bate papo com o então ministro da Fazenda Rubens Ricúpero, câmeras e microfones captaram a conversa entre os dois e o sinal foi enviado, sem intenção, por essas antenas.

A intimidade não era à toa: Monforte era primo da mulher de Ricúpero. As famílias se frequentavam. Avisou o telespectador disso? Evidentemente que não.

Sentindo-se em casa, Ricúpero fala que o IBGE é “um covil do PT”, xinga empresários de “bandidos” e imortaliza sua divisa: “Eu não tenho escrúpulos. O que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde”. Se oferece para participar do Fantástico. “Eu estou disponível. Vou ficar aqui o fim de semana inteiro”.

E afirma que pode ser útil à Globo. “Há inúmeras pessoas que me escrevem e me procuram para dizer que votam nele [FHC] por minha causa. Para a Rede Globo, foi um achado. Em vez de terem que dar apoio ostensivo a ele, botam a mim no ar e ninguém pode dizer nada. Essa é uma solução, digamos, indireta, né?”

Ricúpero pediu demissão a Itamar Franco assim que a história foi divulgada. O Jornal Nacional deu a matéria, omitindo todos os fatos importantes e com o velho Cid Moreira discursando sobre isenção. Monforte ficou onde estava. Em 2011, ele entrevistaria, aí sim, Fernando Henrique Cardoso. O homem que cobrou “questionamentos” foi um doce de coco.

Cito-o literalmente: “Como foi acordar depois de oito anos de poder? Foi mais alívio ou saudade do ambiente palaciano?”; “Por que o senhor resolveu não seguir a vida política parlamentar?”; “É difícil tocar um instituto desse?”; “Depois de oito anos de governo, qual é sua melhor lembrança e a pior recordação?”

São clássicos do jornalismo partidário, sabujo, manipulador. Uma aula à disposição dos jornalistas macartistas desse Brasil varonil. E não é preciso escarafunchar nos arquivos e correr qualquer risco. Está no YouTube. Vale a pena ver de novo."

A paixão de José Dirceu

"Na sexta-feira da Paixão, o poeta Lula Miranda, colunista do 247, escreve sobre o calvário de José Dirceu, que há mais de cinco meses está encarcerado em regime fechado na Papuda, embora condenado ao semiaberto; "um homem cujo martírio está sendo forjado, também diuturnamente, à margem de sua(s) suposta(s) culpa(s), pelas reiteradas injúrias e injustiças que, tal qual chibatadas ultrajantes, rasgam-lhe a carne e lhe penalizam o espírito", diz o escritor; "Quanto sangue mais terá que ser servido às feras?", questiona o poeta; "Renascerá Dirceu como uma espécie de mito que alimentará aqueles que têm fome de esperança, palavra e pão?"; leia a íntegra

Lula Miranda, Brasil 247

A Paixão do PT.

O partido dos trabalhadores está vivendo por esses dias uma espécie de calvário. São diversos erros, vacilações, "escândalos" e "malfeitos", anunciados e denunciados, todos os dias, com grande espalhafato, pela grande imprensa e pelos seus colunistas – quase todos muito bem remunerados, a peso de ouro.

Mas os erros, os pecados a serem expiados são somente os do PT?!
Os hipócritas, isentos de todo pecado, não se cansam de atirar-lhe pedras, com indisfarçável fúria e sofreguidão. Alguns até apontam-lhe o dedo, escarram em sua face e gargalham, ao longo de seu calvário, diante de seu infortúnio e seguidos tropeços sob chibatadas inclementes; outros já se apressam em lhe negar apoio e fidelidade; alguns mais fingem desconhecê-lo ou ignorá-lo.

- "Antes que o galo cante, por três vezes me negarás", teria dito um jovem pastor a um de seus mais fiéis e dedicados seguidores.

À ceia o "cardápio" é vasto – no afã de saciar apetites pantagruélicos/insaciáveis. Tem- se o "mau negócio" da refinaria de Pasadena, segundo nos esclareceu a sempre prestativa e competente Graça Foster; um ex-diretor da Petrobras (salvo engano, ligado ao PP) foi preso; o caso do deputado petista André Vargas, flagrado em relações perigosas com um doleiro acusado por diversos crimes. O PT, enfim, vive, não bastasse o parcialismo da grande imprensa, mas também por seus próprios erros, descuidos e "vacilos", diga-se, o seu inferno

É difícil não perder a fé.

Retomará o PT o caminho da "redenção"?

A paixão de Dirceu.

Nem santo nem pecador – ao menos, não o pecador que pintam os hipócritas e os falsos moralistas, com suas tintas carregadas pelo pigmento da infâmia.

José Dirceu é apenas um homem, um inequívoco líder carismático de um partido político, cujo pecado capital talvez tenha sido o fato de ser o arquiteto que desenhou a grande catedral petista; um homem culpado, em sua máxima culpa, quem sabe, por ter transformado, juntamente com seus companheiros de geração, um ex-operário e líder sindical em presidente da República; um homem cujo martírio está sendo forjado, também diuturnamente, à margem de sua(s) suposta(s) culpa(s), pelas reiteradas injúrias e injustiças que, tal qual chibatadas ultrajantes, rasgam-lhe a carne e lhe penalizam o espírito.

Dirceu foi condenado, e preso, com base num suposto e esdrúxulo "domínio do fato". Como se não bastasse a condenação, e a consequente prisão, está confinado, como e sabe, há meses, no regime fechado, quando foi condenado ao semiaberto.

A situação é tão ignominiosa, um flagrante desrespeito à lei, que até alguns dos seus carrascos, agora constrangidos, mas só agora, passam a denunciar esse estado de coisas.

Tamanha e vexatória injustiça – que já se constitui em afronta aos direitos humanos. A foto de José Dirceu, estampada de forma criminosa na capa da revista Veja, é o retrato acabado de, repito, tamanha e vexatória injustiça.
Ignomínia! Injustiça! Arbítrio!

A paixão de Dirceu é a paixão do PT.

A paixão do PT se assemelha à de Dirceu. Mas com esta, ao menos por hora, parece não se confundir. Não se irmanar. Aquela não é solidária a esta.

- Ó Pai, porque me abandonastes? – questiona o homem em sua solidão e aparente abandono.

Alguns líderes e formuladores do petismo parecem ter avaliado e acreditado, num primeiro momento, ingenuamente, que as "bestas-feras" se refestelariam com o sacrifício de Dirceu, Delúbio, Genoíno e João Paulo Cunha. E assim se saciariam. Parece que não, não estão, e nunca estarão, satisfeitas.
Quanto sangue mais terá que ser servido às feras?

O suficiente. O necessário. Até que o PT seja (re)colocado em seu "devido" lugar: o de mero mediador de conflitos entre o capital e o trabalho.

Parece ser esse o desejo inconfessável daqueles que pretendem, a todo custo, manter tudo como está para ver como é que fica. "Tudo como dantes no quartel de Abrantes".

Será o sangue de Dirceu (e do PT) o vinho consagrado a ser servido em translúcidos cálices de cristal, em despudoradas celebrações de cinismo, em convescotes vis, por "Mervais" e "Sardembergs"?

- "Pai, afasta de mim esse cálice de vinho tinto de sangue! (...) Quero inventar o meu próprio pecado. Quero morrer do meu próprio veneno".

Porém, apesar de, e, talvez, até por toda a paixão, poesia e vilania, será difícil abater o PT de Lula, Dilma, José Dirceu e legião. O petismo, em sua bastarda familiaridade/similitude com o cristianismo, tem muitos, milhões de seguidores – alguns "fanáticos", "fundamentalistas". E uma fé inquebrantável.
Sim, o petismo, em sua essência, por vezes se confunde com uma espécie de "religião".

Conseguirá o PT, açoitado por chibatadas, infâmias e injustiças vencer as suas próprias misérias e desgraças, e religar o homem à sua humanidade?

Conseguirá o PT, e seus seguidores militantes, de alguma forma, aos trancos e barrancos, andando no fio da navalha, entre pecados e virtudes, erros e acertos, caminhos e descaminhos, vacilos e pragmatismos manter-se firme em seu intuito original de indicar ao povo brasileiro um caminho possível rumo ao resgate de sua dignidade e humanismo?

Conseguirão os centuriões, as vestais e os supremos hipócritas da política brasileira, com seu excesso de vilania e soberba, transformar José Dirceu em uma espécie de mártir? E o PT em uma força ainda mais sedutora e avassaladora?

Renascerá Dirceu como uma espécie de mito que alimentará aqueles que têm fome de esperança, palavra e pão?

Aqueles que sonham com dias melhores.

Aqueles que ainda têm fé no homem.

E esperam.

E lutam.

Por dias melhores."

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Ibope: Dilma ganha no 1º turno, Aécio e Campos empacados!

"Instituto mostra presidente com 37% de intenções de vota, contra 14% para Aécio Neves e 6% para Eduardo Campos; Dilma Rousseff oscilou três pontos para baixo em relação ao levantamento de março, mas candidatos da oposição não subiram; cenário com Marina Silva apontou 10% para a ex-ministra; antes, pesquisa Vox Populi apontou 40% para Dilma; em ambos os levantamentos, Dilma ganha eleição em primeiro turno; resistência à pressão parece ser maior do que a oposição gostaria

Brasil 247

Embora tenha perdido três pontos percentuais entre março e abril, a presidente Dilma Rousseff registra 37% das intenções de voto do eleitorado, revela pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira 17 pela TV Globo e portal G1. Com esse índice, a pré-candidata do PT à reeleição ganharia a eleição em primeiro turno em todos os dois cenários pesquisados. Na semana passada, pesquisa Vox Populi mostrou Dilma em primeiro lugar com 40% de intenções.

Dilma venceria com 37% nos dois cenários. No primeiro, o senador do PSDB Aécio Neves teria 14% dos votos, e o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), 6%. No segundo, com Marina Silva, candidata a vice, no lugar de Campos, a ex-senadora teria 10% da preferência do eleitorado.

O primeiro cenário traz ainda 2% para o candidato do PSC, Pastor Everaldo, 1% para Denise Abreu, do PEN, e 1% para Randolfe Rodrigues, que disputará pelo PSOL. Eymael (PSDC), Levy Fidélix (PRTB), Mauro Iasi (PCB) e Eduardo Jorge (PV) não alcançaram 1%.

Os que disseram que votarão em branco ou nulo somaram 24% e os entrevistados que não sabem em quem votar ou não quiseram responder, 13%. A pesquisa ouviu 2.002 pessoas com mais de 16 anos em 140 municípios entre os dias 10 e 14 de abril.

Na semana passada, pesquisa Vox Populi mostrou Dilma estável, com 40% das intenções. Mesmo com a variação apontada pelo Ibope, de Carlos Augusto Montenegro, a candidatura da presidente está se mostrando mais forte do que as pressões desatadas até aqui pela oposição.

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas com mais de 16 anos em 140 municípios entre as últimas quinta (10) e segunda (14). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos."

Avaliação positiva do governo e da popularidade de Dilma estabilizou-se em um ótimo patamar


Do G1
"O total de eleitores que consideram o governo da presidente Dilma Rousseff "bom" ou "ótimo" é de 34%, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (17). Na pesquisa anterior, divulgada no mês passado, a avaliação positiva era de 36% - a variação ocorreu dentro da margem de erro.
Em quatro meses, a aprovação ao governo Dilma caiu nove pontos. Em dezembro do ano passado, os que consideravam o governo "bom" ou "ótimo" somavam 43% contra os atuais 34%
O levantamento foi realizado entre os dias 10 e 14 de abril em 140 municípios com 2.002 pessoas maiores de 16 anos. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.
A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número BR-00078-2014 (em ano eleitoral, todas as pesquisas, mesmo que não sejam de intenção de voto, devem ser registradas).

Aos 87 anos, morre o escritor colombiano Gabriel García Márquez

EBC

Rodeado de parentes e amigos, morreu na tarde desta quinta-feira (17), na Cidade do México, o escritor colombiano Gabriel García Márquez. Ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 1982, o escritor e jornalista morreu em casa, aos 87 anos. A notícia foi confirmada pelo Conselho Nacional da Cultura e das Artes, pela rede de televisão venezuelana Telesur e pelo jornal espanhol El País.
Nascido em Aracataca, na Colômbia, no dia 7 de março de 1927, García Márquez, que era também jornalista, vivia atualmente no México. Entre seus livros mais conhecidos, destacam-se Cem Anos de Solidão e O Amor nos Tempos do Cólera.
“Mil anos de solidão e tristeza pela morte do maior colombiano de todos os tempos!", escreveu o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, em sua conta pessoal no Twitter. Na mensagem, Santos manifestou solidariedade e prestou condolências à família de García Márquez.

*Com informações das agências Notimex e Télam