sábado, 24 de outubro de 2015

Filho de Lula processa Globo e Jardim: mentiram

"A defesa do filho do ex-presidente Lula, Fábio Luís Lula da Silva, protocolou nesta sexta (23) na Justiça do Rio de Janeiro uma ação cível de reparação por danos morais e de imagem decorrentes de notícias falsas publicadas pelo jornal O Globo e pelo jornalista Lauro Jardim; "Fábio jamais recebeu, direta ou indiretamente, qualquer dinheiro ou favor do réu Fernando Soares, que tampouco fez referência a seu nome em delação no âmbito da Operação Lava Jato. Nosso cliente não é investigado na Operação, como atestou o ministro Teori Zavascki em decisão proferida ontem. A divulgação do inteiro teor do depoimento pela mídia comprovou que o jornalista mentiu, ao associar o nome de Fábio à delação, e persistiu no erro, mesmo tendo sido alertado para corrigi-lo", afirmou o advogado Cristiano Zanin Martins

Brasil 247

A defesa do filho do ex-presidente Lula, Fábio Luís Lula da Silva, protocolou nesta sexta-feira (23) na Justiça do Rio de Janeiro uma ação cível de reparação por danos morais e de imagem decorrentes de notícias falsas publicadas pelo jornal O Globo e pelo jornalista Lauro Jardim.

"Fábio jamais recebeu, direta ou indiretamente, qualquer dinheiro ou favor do réu Fernando Soares, que tampouco fez referência a seu nome em delação no âmbito da Operação Lava Jato. Nosso cliente não é investigado na Operação, como atestou o Ministro Teori Zavascki em decisão proferida na data de ontem (22.10.2015). A divulgação do inteiro teor do depoimento pela mídia comprovou que o jornalista mentiu, ao associar o nome de Fábio à delação, e persistiu no erro, mesmo tendo sido alertado para corrigi-lo", afirmou o advogado Cristiano Zanin Martins.

Em sua estreia (veja aqui) no jornal O Globo, no último dia 11, Lauro Jardim noticiou que Fernando Baiano teria citado o filho de Lula, o que nunca aconteceu."

5 comentários:

Pedro jacintho da Silva disse...

Estou tendo uma impressão que a grande mídia está numa sinuca de bico, ou seja, fizeram uma aposta alta demais, tão alta que se perderem estarão ferrados como nunca estiveram, mas se obtiverem sucesso quem estará ferrado como nunca esteve seremos todos nós, pois perderemos o que ganhamos nestes 13 anos e muito mais para garantir o lucro retroativo desta trupe de lesa pátrias. Tenho a impressão que se o povo vencer esta batalha derrotará os gangsteres mais poderosos deste país e até os de fora, daqueles que os financiam. O povo precisa se unir para derrotar os vassalos do entreguismo ou então seremos eternamente seus servos. Servos de um capitalismo que ainda nem chegou aqui a não ser para alguns gatos pingados que venderam a alma ao diabo. Não podemos esperar que o diabo os levem quando desejarem, afinal esta gente vive muito, e pior deixam herdeiros. Quanto mais maldades fizerem mais recebem dadivas do capeta, assim vivem uma eternidade. Quem nunca ouviu alguém dizer no leito de morte de uma pessoa, “tanta gente ruim, e Deus escolhe uma pessoa tão boa para levar”. Precisamos derrotá-los agora, só assim os enviaremos mais rápido ao inferno, portanto mais depressa construirmos aqui, o nosso paraíso.

Francisco Gabriel disse...

Nós vamos saber se o Globo mentiu ou não em breve, é só ser finalizado o processo contra os filhos do Lula. É Lula, você me enganou direitinho todo esse tempo. Eu votei em você e fiquei pobre, você com meu voto ficou rico, mas não tem problema não, ainda vou te ver usando uniforme laranja e não vai ter a champagne e nem o charuto cubano na papuda. Safado, dá um bolsa família miserável para nós e deixa os filhos milionários.

Pedro jacintho da Silva disse...

O mal dos defensores dos vassalos do entreguismo chama-se ausência de argumentos, pois repetem as insinuações do PIG só que julgando-as como verdade factual.O que explica a falta de argumentação para fundamentar a ideia e a ausência do fato real, ou seja, e impossível provar que a mentira e verdadeira, logo ignora-se o argumento e parte para ilações. A verdade pouco importa quando o propósito e justamente esconde-la. Sabe-se que ha provas contra a corrupção de Eduardo Cunha, mas isso não importa, afinal este vai ajudar no impeachment daquela que nada se sabe contra ela, a presidente da republica. Quer prova maior que a verdade para estes coxinhas e o que menos interessa.

Pedro jacintho da Silva disse...

O sucesso da direita nas urnas sempre foi cíclico e este ciclo tem seu declínio no momento de maturidade democrática, ou seja, quando o argumento é fundamentado obrigatoriamente na verdade. O momento em que a esquerda fica a vontade para fundamentar seu argumento sem obstáculos. Posso dizer que a esquerda não tem medo da verdade e a direta, ao contrário tem pavor. Este é o grande dilema da Direita brasileira, há quatro eleições não vencem, e pior não tem boas perspectivas, afinal não conseguem formular propostas cujos argumentos não venham recheados de mentiras e dissimulações, num cenário em que tais recursos ficam praticamente nulos, uma vez que paralelamente à ferramenta de veiculação da mentira tem-se a ferramenta para desmenti-la. De modo que nunca a mentira teve as pernas tão curtas. No passado a falsa versão demorava tanto para ser desvendada que acabava indo para os livros oficiais de história e quando aparecia um historiador que resolvesse escrever a versão verdadeira era considerado um subversivo. Por quanto tempo estudamos os “heróis da revolução de 1964” quando na verdade não passeavam de usurpadores do poder, não passavam de golpistas apoiados pelo império americano, muitos dos que sabiam a verdade e tentaram nos alertar foram dizimados. O dilema da direita é tão desesperador que não existem mais planos alternativos diferentes daquele que passa pelas urnas. A mídia corporativa sempre foi o sócio que dava vida ao argumento falso da direita, logo precisam a esta alturas serem mais criativos e independentes. Mas como argumentar a verdade quando esta não é a verdade que o eleitor deseja? Vamos a um exemplo, O atual governo precisa fazer um ajuste transitório cortando alguns gastos e a oposição a critica por fazê-lo, mas o povo sabe que o ajuste que esta direita faria seria muito mais profundo e permanente, uma vez que suas prioridades levam, como a história nos revela, a uma maior concentração de renda, priorizam o exportador e os rentistas, logo tem como fundamento da economia justamente a diminuição da renda das famílias e a construção de um exercitam de desempregados para pressionar os salários para baixo. Então como formulariam um argumento de modo a convencer aos eleitores que literalmente nos querem como eternos servos do capital internacional.

Pedro jacintho da Silva disse...

O povo tem muito mais a agradecer por uma esquerda forte, mesmo fora do poder que a própria direita governando. Uma prova do que estou dizendo é o comportamento dos governos do Paraná e de São Paulo, Beto Rixa e Geraldo Alckmin respectivamente, seus longos anos de governos e os altos níveis de aprovação, obviamente com total apoio da mídia corporativa, de modo que nada poderia abalar seus altos níveis de menção de votos, no entanto a falta de perspectiva de um esquerda que pudesse contrapor seus ímpetos ante populares os encorajaram a mostrar suas verdadeiras vocações, promover o Estado mínimo, privatizações e tudo que venha ser entreguismo e portanto o enfraquecimento da capacidade Estatal da busca do bem estar social. Ninguém precisou de produzir dossiês para desmascará-los, ou a mídia contar a verdade sobre eles, apenas suas ações, apenas suas preferências e modus operandi os desmoronam. Curioso, mas não é o aeroporto em terras do tio, não é a corrupção na construção dos metrôs paulistas que os derrubam, afinal para isso tem a mídia para fazer os reparos em suas imagens, Mas sem dúvida o que os derrubam são coisas bem contextuais, aquilo que o povão sente na pele, como os estudantes apanharem da polícia militar por não quererem suas escolas fechadas sem uma única conversa ou diálogos que pudessem dissuadi-los que tal medida de fato é mais lógica do ponto de vista pedagógico e econômico. Imaginem o governo petista de Haddad fechando escolas em vez de avenidas aos domingos na capital paulista. Diferentemente dos governos de esquerda, os temas que passam em brancas nuvens nos governos de direita são altamente explorados pela mídia corporativa quando a esquerda governa, como a corrupção, a ponto de fazer quer à população que esse câncer começou agora e não de fato seu combate que antes hibernava nas gavetas da justiça pela má vontade, ou cumplicidade de seus atores. Quem não se lembra de FHC, cinicamente capaz de dizer que a “corrupção é um bebê” para rebater Dilma quando se referia à corrupção como uma “senhora idosa”. Quanto cinismo e desonestidade que poderia ser devidamente explorado pela mídia, afinal criou leis em benefício próprio que já é um crime, no mínimo do ponto de vista ético, mas um crime maior ainda por ser através da compra de parlamentares no congresso, inclusive com provas cabais, afinal teve réus confessos e nada de prisões com espetacularização da mídia, mesmo porque a justiça não era a mesma de hoje, na verdade era, o que mudou de fato é o governo, que é de esquerda. Saibam todos que um governo de direita é péssimo para nosso país que ainda carece do protagonismo econômico frente às relações com o mundo, afinal já são entreguistas por natureza e como tal corruptos, pois vendem suas consciências a preço de petróleo, nióbio, manganês e pôr fim à servidão do povo brasileiro pelo arroxo de suas rendas, e isso recrudesce ainda mais se perceberem que a esquerda não os oferecem riscos de perderem a galinha dos ovos de ouro.