terça-feira, 9 de setembro de 2014

Aécio vai para cima de Marina. E a mídia, irá com ele?As pesquisas dirão


 Fernando Brito, Tijolaço 

"Depois de Merval Pereira, é a Folha quem prevê  uma queda nas intenções de voto de Marina Silva.

Diz que  o próprio comando marinista  prevê “perda de substância” da candidata nas próximas pesquisas de intenção de voto. A ordem no comitê pessebista, porém, é manter o ânimo e a defensiva para levá-la ao segundo turno, mesmo diante de uma desidratação da ex-
senadora”.

Aécio, sem ligar para seu telhado de vidro com as histórias do “mensalão mineiro”, segue em seu discurso anti-Dilma cada vez mais violento, mas dispara suas baterias, agora, também contra Marina Silva.

Não é que se tenha convencido de que pode voltar a existir na disputa eleitoral, mas a de que precisa, desesperadamente, disso.

E começou a fazer, como você vê aí na reprodução da página do PSDB  que está na web esta manhã.

Para variar, porém, da maneira errada, porque é incrível a incapacidade de sua marquetagem de fazer qualquer discurso que não seja de doentia agressividade, agora que aposentaram a platitude do “vamos conversar?”

É tão obvio que Marina faz, justamente, de sua imagem de “vítima” o carro-chefe de sua projeção marqueteira que só mesmo a esquipe de Aécio não o vê.

Como a percepção do obvi0, porém, é a mais democrática das capacidades humanas, fique certo o caro leitor e a estimada leitora de que há outras ofensivas, muito mais discretas, em gestação no conservadorismo.

E que só não estão em curso porque não há consenso de que serão vitoriosas ou, pior, se não comprometerão o plano central de derrubada de um governo nacionalista.

Não há maneira de realizar o sonho de tirar Dilma do segundo turno e, ao que parece, nem mesmo evitar que seja ela a primeira colocada na eleição inicial.

E um plano de ressurreição de  Neves só tem chance de progredir se for forte e pesadíssimo o processo de desconstrução de Marina, que terá, necessariamente, de passar pela “descanonização” de Eduardo Campos.

O que faz dela, apesar das posições que assume e do ódio doentio que tem de Dilma e Lula, uma complicada e menos efetiva aliada num turno final.

Como disse ontem o Painel da Folha, é verdade que estão “repensando”, mas a baliza deste “repensamento” serão as pesquisas que se encerram hoje.
Vão testar o “efeito-queda” em Marina?

Não sei, e não me aventuro a prever.

Afinal, discutir eleições que, nos meios de comunicação, se limitam a ibopes e denúncias e não no processo de formação das opções eleitorais coerentes com as aspirações políticas da população não é tarefa simples.

Mas de uma coisa estou certo: assim como sentem que “erraram a mão” a maior no processo de criação da “Onda Marina”, sabem que não podem errar na velocidade e profundidade de sua desconstrução."

8 comentários:

RLocatelli Digital disse...

Cabe a nós, que queremos que o Brasil continue avançando, fazer o trabalho de formiguinha, falando com parentes, vizinhos e colegas de trabalho.

SARAIVA13 disse...

RLocatelli, bom dia!!!
Este trabalho formiguinha funciona mesmo. Já pratiquei desde a primeira eleição de LULA e continuei com a DILMA.
Parentes, amigos, pessoas que trabalham em sua casa ou no prédio e até mesmo leitores do Globo e Veja, depois de uma conversa esclarecedora com eles votaram em LULA e DILMA.
Vamos continuar trabalhando no blog, mas não esquecendo o trabalho formiguinha.
Abraços,
Saraiva

SARAIVA13 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SARAIVA13 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SARAIVA13 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SARAIVA13 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SARAIVA13 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SARAIVA13 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.