quarta-feira, 13 de agosto de 2014

LULA / SITE - 12 ANOS - O BRASIL DA MUDANÇA

Instituto Lula lança site sobre as transformações dos 12 anos de governo

Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula

O Instituto Lula lançou nesta terça-feira (12) o site "O Brasil da Mudança". O endereço reúne textos, gráficos e materiais audiovisuais sobre as políticas públicas que transformaram o Brasil nos últimos 12 anos. O lançamento da iniciativa foi feito em Brasília e contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da convidada especial, a presidenta Dilma Rousseff.
"Esse site é uma contribuição à sociedade brasileira para que ela tenha informações corretas do que aconteceu no Brasil", destacou Lula. Franklin Martins, conselheiro do Instituto Lula e coordenador do projeto, demonstrou como a página funciona e os recursos que estão disponíveis aos internautas. Ele ressaltou que além dos temas que já estão no ar, semanalmente haverá materiais sobre novas questões. Franklin também afirmou que é importante a contribuição dos internautas para que o site seja constantemente aprimorado.

O ex-presidente Lula citou a pesquisa do Manchetômetro, iniciativa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), que mostra que a presidenta Dilma teve mais de uma hora de matérias negativas no Jornal Nacional este ano, enquanto a cobertura positiva foi de apenas três minutos. Para Lula, o novo site servirá exatamente para ajudar a divulgar as importantes ações do governo, que não aparecem nos meios de comunicação tradicionais. Ao ouvir um choro de criança, o ex-presidente brincou: "Estou com medo que a imprensa noticie isso como protesto".

A presidenta Dilma Rousseff também falou do problema da falta de informação e contou que leu uma crítica ao governo que dizia que eles deveriam ter feito cisternas. "Somando o meu governo e o do presidente Lula, já são 1 milhão de cisternas", destacou. "Esse site vai suprir o problema da má informação". Dilma também falou da importância da população pobre nas transformações ocorridas no Brasil. "O pobre tem que estar no orçamento, pois é a grande política pública do Brasil".
Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula, ressalvou que desde o Instituto Cidadania - antecessor do Instituto Lula - havia uma grande dedicação a formular e debater a importância das políticas públicas. O site, segundo ele, será um novo e importante instrumento neste sentido. "Não podemos pensar só em números, é preciso ver quem são cada uma dessas milhões de pessoas que tiveram suas vidas transformadas".

Fonte: INSTITUTO LULA

Um comentário:

Crajo disse...

Propaganda, como sempre foi feita: FHC acabou com a inflação (mentira, foi o FMI!), Lula reduziu a pobreza (Mentira, foi o FMI!)
Somos iludidos todos os dias pensando que políticos nacionais fizeram ou deixaram de fazer algo! na verdade apenas seguem políticas internacionais controladas pelos bancos!