segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Dilma arrasou: "governo Aécio contabilizou vacina para cavalo como gasto em saúde.”

Dilma arrasou Aécio no debate com frases de efeito cortante. Igual ao debate na Band venceu em TODAS as perguntas.

Mesmo nos momentos em que Aécio parecia que ia se dar melhor, Dilma o superou na tréplica.

Aécio caiu na bobagem de fazer uma pergunta sobre saúde. Ah, se arrependimento matasse...

Levantou a bola para Dilma voltar ao tema de Aécio ter desviado verbas para outras coisas que deveriam ser aplicadas na saúde quando governou Minas Gerais.

Mas dessa vez, Dilma não se limitou a argumentos técnicos. Depois de citar a ação do Ministério Público sobre o caso, leu uma frase de um Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de MG:

“É duro engolir que vacina para cavalo seja contabilizada como gasto em saúde.”

Uma linguagem que todo mundo entende.

Nada contra vacinar os animais, mas convenhamos que é verba da Secretaria de Agricultura e Pecuária.

Agora a pergunta que não quer calar: o cavalo da família, em Cláudio, também está incluído aí nestas paradas? Dá para Aécio responder ou tá difícil, igual ao dinheiro público que foi para as rádios da família?

Em tempo: um bom resumo do debate está aqui em "memes" .

A íntegra do debate:



0 Comentários 

Mais uma vez do Blog Os Amigos do Presidente Lula.

5 comentários:

Servidor disse...

E deve ser contabilizado como gasto em educação?

Fastport Logistics disse...

Gente, na boa: É muita ignorância desse Conselheiro do TCE-MG! O Int. Vital Brazil por exemplo possui diversos cavalos que são utilizados na produção de soro anti-ofídico! Esses cavalos precisam ser muito bem tratados inclusive vacinados para atender a um fim maior: a saúde humana. O Int. Vital Brazil deveria computar esses gastos como? São efetivamente investimentos em saúde!!! Só um idiota pra pensar diferente!!! #ficaadica #nemtudoquepareceé

Clebislf Lou disse...

Fastport que vc está falando meu chapa!!! Então vc quer trocar leito de hospital por sangue de cavalo? Que porra de soro anti-ofídico!Esse homem é um ladrão!!!! Sempre foi! Desde de que era gestor da loteria esportiva! Se toca meu querido!

Per Tony disse...

NOTA DE ESCLARECIMENTO DA FUNED:

Em relação à contestação da candidata do Partido dos Trabalhadores no debate realizado na Rede Record no último dia 19 de outubro, que questionou a inclusão de despesas com Vacina para Equinos como gasto em Saúde, conforme teria sido apontado por um Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, esclarecemos que:

A Fundação Ezequiel Dias é um dos 04 (quatro) produtores nacionais de soros antitóxicos. Atualmente, toda a produção de soros do país passa em algum momento pela FUNED, através de um processo de produção compartilhada entre os laboratórios oficiais, autorizado pela ANVISA; Para cumprir com esta importante missão, mantém uma Fazenda Experimental em Betim, onde são criados 129 equinos (número atual). O processo de produção dos soros inicia-se na extração do veneno dos animais peçonhentos e, posterior, inoculação nos cavalos para produção de anticorpos.

Posteriormente, parte do plasma destes animais é extraído e processado, de modo a gerar o produto final (soro).

Mensalmente são produzidos 1.200 litros de plasma, possibilitando uma produção anual exclusiva da FUNED de cerca de 150.000 doses/ano.

Em função da manutenção da qualidade dos produtos, a FUNED mantém um programa profilático e vacina todos os equinos da Fazenda São Judas Tadeu com a vacina tríplice.

Esta vacina protege contra Influenza Equina, Encefalomielite Equina e Tétano. A recomendação técnica preconiza a revacinação de todo o rebanho anualmente.

Sendo assim, a vacinação em questão É ESSENCIAL para a geração de um produto de saúde, sendo portanto compreendida como gasto em saúde.

A afirmação feita pela candidata é infeliz, pois demonstra ou um uso inadequado da informação para fins eleitorais ou um desconhecimento do Sistema Nacional de Saúde, em especial de um processo tão crítico para o país, para o qual a FUNED, um laboratório de Minas Gerais, tem sido o grande parceiro estratégico do Ministério.

Cabe ressaltar que é devido a atuação da FUNED na produção compartilhada que está sendo possível a manutenção dos estoques e a garantia do sucesso do Programa Nacional de Imunização e da saúde da população brasileira.

Jose Rafael SIlva Junior disse...

O pior é ver um cidadão informado como o autor do blog,tentando usar um argumento infeliz para convencer de que tal candidato é melhor que outro. É triste ver também, o comentário a favor da atual presidente, o qual não possui nenhum argumento válido. O investimento é necessário, imagina sua mãe internada em um hospital com leito, aguardando uma vacina contra picada de cobra. Você não pode ser tão ignorante. O debate deve ter um nivel minimo de propostas e não esse jogo de irmãos contado para mãe que o irmão fez coisa errada. "Mãe foi ele, ele fez isso, e você que fez isso. Ah, vc fez isso, ah ele fez isso". Enquanto perdemos tempo com essas questões sem fundamento, continuaremos sendo ludibriados. O Brasil, está longe de ser essa maravilha que exposta na propaganda eleitoral.